PIS 2021: Saque, Valor, Calendário e Todas Informações

O saque do PIS 2021 já está disponível. Caso o trabalhador não realize o saque até trinta de junho somente poderá realizá-lo no próximo ano.

O ano calculado para realizar o saque do benefício é 2019 e todos os trabalhadores que tenham interesse devem fazê-lo. Se o saque não for feito a tempo, somente será possível fazer o saque no ano que vem com o ano tido como base 2020.

Vamos bater um papo sobre o pagamento do PIS 2021?

Os trabalhadores que eventualmente não realizarem o saque do PIS 2021 podem receber o benefício em até cinco anos. É possível consultar os valores a serem recebidos ou que já foram recebidos através da internet. No aplicativo da Caixa Econômica.

O que facilita bastante, evitando que você precise se deslocar a uma unidade Caixa Econômica sem ter certeza se terá o abono ou não este ano.

PIS 2021: novo calendário

O recebimento do PIS/Pasep para trabalhadores que trabalharam pelo menos um ano em 2020 não será mais feito em julho deste ano. Anteriormente previsto para o pagamento no mês de julho, o saque do abono com ano base 2020 foi transferido para 2022.

Segundo informações divulgadas pelo governo, os anos base 2020 e 2021 devem ser pagos simultaneamente após janeiro de 2020. Ao que tudo indica o governo acredita em uma retomada econômica que permita o crescimento do país e o cumprimento de todas as metas fiscais e tributárias.

Quem poderá receber o PIS este ano?

Certamente você deve estar interessado em saber quem pode realizar o recebimento do abono nesse momento, não é mesmo? Afinal como é sabido e sentido por todos nós, não estamos vivendo um período tão amigável.

Para poder receber o abono do PIS 2021 é preciso que o indivíduo atenda a alguns requisitos. Por exemplo, para que você tenha acesso ao benefício é preciso ter cadastro no PIS ou Pasep há pelo menos cinco anos, ter recebido remuneração mensal média de dois salários mínimos de empregador contribuinte (isso no ano-base).

Também se faz fundamental que o indivíduo tenha trabalhado por pelo menos trinta dias, sejam eles subsequentes ou não, no ano base estabelecido para apuração. Para que seja possível receber o abono salarial este ano é imprescindível que o empregador tenha informado os seus respectivos dados corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Quanto vou receber?

A partir da Lei 13.134/15 o valor pago pelo abono salarial passou a ter um valor proporcional ao tempo de serviço do trabalhador no ano base apurado.

O cálculo do valor do benefício corresponde ao número de meses que o trabalhador trabalhou no ano-base que está sendo pago. Neste momento o ano usado como base para pagamento é 2019.

O valor utilizado para determinar o quanto o trabalhador receberá será um doze avos do salário tido como mínimo em vigência no presente momento em que o pagamento efetivamente ocorrer, isso para um mês trabalhado. Hoje o salário-mínimo está em um mil e cem reais.

Ou seja, para determinar o valor, a conta acaba sendo simples. Basta multiplicar a quantidade de meses que o trabalhador trabalhou pela fração relativa ao salário vigente.

Veja, por exemplo, o trabalhador que trabalhou os doze meses no ano de base para o cálculo para o recebimento do PIS receberá o valor de um mil e cem reais. Para trabalhadores que trabalharam apenas três meses o valor recebido será de duzentos e setenta e cinco reais.

Para que você possa calcular o valor com base no período trabalhado, cada mês trabalhado corresponde a um doze avos do salário tido como mínimo vigente que comporá o total a ser recebido. Vale destacar nesse momento que caso o trabalhador tenha trabalhado quinze dias ou mais, é contado um mês.

Recebimento do benefício

O recebimento do benefício pode ser feito através do crédito diretamente na conta. Essa modalidade de pagamento está disponível para o trabalhador que possui conta corrente, ou conta poupança na Caixa.

Igualmente se faz possível fazer o recebimento do valor relativo ao PIS através dos caixas eletrônicos e também nas lotéricas e correspondentes Caixa.

Outra alternativa é o recebimento diretamente em uma unidade Caixa Econômica com a numeração de identificação do trabalhador no PIS e documento de identificação com foto. Se você tem interesse em receber os benefícios esse ano, se atenha ao prazo.

Deixe um comentário