Metalmecânica é a profissão do futuro nas indústrias

Estamos vivendo em uma era onde grande parte nos novos profissionais estão buscando empregos ligados a tecnologia. E este “movimento” não é “a toa” afinal estamos diante de um incrível avanço tecnológico com a inteligência artificial e o cloud computing.

Diante disso as empresas também deverão impulsiona sua procura por profissionais que estejam capacitados para atuar nestas áreas, pois será preciso qualificação para operar e dar manutenção em robôs, desenvolver programas computacionais e melhorar o cenário nacional diante dos próximos 4 anos (2019-2023).

O Senai desenvolveu uma pesquisa do Mapa do Trabalho Industrial neste período, para identificar quais serão os nichos mais evidentes dos próximos anos, onde apesar dos avanços na área de tecnologia, a indústria também precisará de uma melhor qualificação de seus profissionais.

Metalmecânica

É nesta imersão que a metalmecânica deverá estar entre as qualificações mais importantes para quem pretende atuar na área industrial. O crescimento nas ocupações industriais segundo o Senai até 2023 será de 8,5%.

O resultado reflete as mudanças significativas na área industrial, principalmente com o desenvolvimento da automação nas linhas de produção. Em diferentes fábricas do país, os robôs e máquinas estão cada vez mais complexas, o que acaba exigindo um conhecimento maior dos profissionais para operá-los.

Pesquisa do Senai

Hoje vivemos a 4ª revolução industrial e todas as ocupações que contam como base a tecnologia serão fundamentais para o crescimento profissional. O destaque fica para empresas que possuem profissionais em metalmecânica, pesquisa e desenvolvimento, logística, construção, alimentos e informática.

O Brasil tem um grande desafio pela frente, pois até 2023 o país precisa qualificar cerca de 10,5 milhões de trabalhadores com cursos de nível técnico e superior. Do total, cerca de 22% terão o seu primeiro contato com o mercado de trabalho.

É preciso ampliar a formação de engenheiros para formação superior e que possam desenvolver cursos técnicos de nível médio. Hoje o Brasil conta com apenas 8% dos jovens de 15 a 17 anos estudando em instituições que ofereçam educação técnica e regular. Para ter uma noção, há países como os Estados Unidos, onde o índice chega a 50% dos jovens.

A tendência de profissões e estudos é fundamental para que as pessoas possam adequar suas vidas para o futuro profissional.

Profissões destaques para os próximos anos no Brasil

As áreas que serão destaque na geração de empregos até 2023 serão aquelas com base em:

  • Informática;
  • Construção;
  • Metalmecânica;
  • Gestão;
  • E linha de produção.

A iniciativa do SENAI é preparar os jovens para uma especialização na área industrial, hoje um dos setores que mais geram empregos.

Deixe um comentário