Esportes

Felipe Melo e Adriano Imperador são os mais “loucos” do futebol Sul-Americano

felipe melo lista jogadores mais locos da america

Bom, essa é a opinião do site italiano Il Posticipo. Como os jornais e revistas esportivas estão tendo que “improvisar” neste momento onde não há nenhum evento esportivo acontecendo, muitos estão criando listas de assuntos como esse.

Cremos que o “loucos” é no bom sentido, pois ambos os craques jogaram/jogam muita bola, mesmo se envolvendo em algumas situações polêmicas. Mas a habilidade supera todas elas não é mesmo?

Tanto Felipe Melo (ainda na ativa) como Adriano Imperador, ambos escreveram seus nomes na história do futebol Europeu, principalmente no futebol italiano.

Quem concluiu isso foi o Il Posticipo, um site italiano que resolveu listar os 12 jogadores sul-americano mais “loucos” da história nacional. O Brasil foi responsável por fornecer dois nomes para esta lista.

Real Madrid quer Jorge Jesus como técnico em 2020!

Adriano Imperador

Primeiro o ídolo da Internazionale. Além do time azul e preto, Adriano atuou também no Fiorentina, Roma e Parma na Itália. Entre as loucuras destacadas do site, estão os problemas fora de campo que acabaram comprometendo a possibilidade dele ser o maior atacante de sua geração.

O site menciona que ele teve um talento disperso, sofrendo com álcool, festas, armas, companhias que muitos acabaram considerando ruins e até ter que superar a depressão.

Mas ainda sim ele é lembrado até hoje por seus incríveis feitos no país, onde existe uma grande consideração por ele.

Felipe Melo

O segundo nome na lista do site italiano é de Felipe Melo, que atua ainda no Palmeiras. O jogador hoje com 36 anos já atuou na Juventus, Internazionale e Fiorentina.

O site diz que ele costumava perseguir a bola, mas muito as canelas dos adversários. Ele tem um histórico de bater bastante dentro de campo e isso pesou na escolha do nome para esta lista.

Outros nomes famosos na lista dos jogadores mais “loucos” das Américas, são:

  • Maradona (Argentina);
  • Caniggia (Argentina);
  • Daniel Passarella (Argentina);
  • Oscar Ruggeri (Argentina);
  • Marcelo Bielsa (Argentina);
  • Valderrama (Colômbia);
  • Renè Higuita (Colômbia);
  • Tino Asprilla (Colômbia);
  • Arturo Vidal (Chile);
  • Paolo Montero (Uruguai).
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top