Esportes

River Plate x Boca Juniors: Conmebol define data e local da grande final da Libertadores

Divulgação/Boca Juniors

Acabou o mistério sobre a data e local do segundo jogo da final da Libertadores 2018 entre River Plate x Boca Juniors. Na noite desta quinta-feira (29), a Conmebol confirmou que a decisão será disputada no dia 9 de dezembro, no Santiago Bernabeu, estádio do Real Madrid, na capital Madrid, na Espanha.

O futebol deve ser uma festa de esportes, onde todos os fãs podem participar. Queremos lembrar à América do Sul e ao mundo que o futebol pode e deve ser vivido em paz e que a paixão pelo esporte e o respeito pelo rival são valores complementares que podem coexistir“, disse Alejandro Domínguez, presidente da CONMEBOL.

A decisão da entidade sul-americana em terminar à final da Libertadores fora da América do Sul é por conta de incertezas sobre a capacidade de segurança da Argentina caso a partida fosse novamente remarcada para o campo do River Plate.

Como a partida de ida, na La Bombonera, estádio do Boca, terminou empata por 2 a 2, o jogo em Madrid se torna, praticamente, uma decisão em campo neutra (como serão às finais do torneio a partir de 2019), terá torcida de ambos os clubes e fica com o título quem vencer no tempo normal. Novo empate, por qualquer placar, leva a decisão do título de campeão da América do Sul para os pênaltis.

“Madri é uma cidade que nos dá todas as garantias para a pronta e correta organização deste evento em um contexto de circunstâncias excepcionais. Não só é entre as cidades mais seguras do mundo, mas o Santiago Bernabéu é um estádio de elite que oferece os mais altos padrões de segurança e conforto para jogar um jogo desta magnitude. Além disso, o Aeroporto Adolfo Suárez Madrid-Barajas possui o maior número de conexões com a América Latina. Tudo isso nos garante as condições para que a CONMEBOL LIBERTADORES 2018 seja definida em campo e o clube que marcará o maior número de gols na final “, concluiu o presidente Dominguez.

MOTIVO DA MUDANÇA DO LOCAL DA FINAL

Inicialmente marcada para o estádio Monumental de Nuñez, no último sábado (24), a final da Libertadores 2018 foi adiada por conta de ataques com pedras e paus da torcida do River Plate contra o ônibus do Boca Juniors a caminho do campo dos Milionarios.

Remarcado para o dia seguinte, a decisão foi novamente remarcada a pedido do Boca Juniors por entender que deveria receber o título, e se mostrou disposto a brigar na justiça, além dos ferimentos a alguns jogadores Xeinezes.

No fim das contas, o Boca, após sofrer pressão política na Argentina, aceitou jogar a decisão contra o River Plate na Espanha e afastou o medo de dirigentes da Conmebol do caneco ser decidido pelo tribunal.

Através de seu perfil no Twitter, o primeiro ministro da Espanha, Pedro Sánchez, celebrou a final em Madri e disse que o país está pronto para organizar uma grande partida.

A Espanha está pronta para organizar a final da Copa Libertadores entre Boca Juniors e River Plate. As FCSE (conjunto de forças de segurança espanholas) e os serviços envolvidos, com ampla experiência em dispositivos desse tipo, já trabalham na implantação necessária para garantir a segurança do evento“, publicou.

VEJA O COMUNICADO DA CONMEBOL NA ÍNTEGRA:

O South American Football Confederation -CONMEBOL- relata que depois de analisar várias alternativas para sediar a segunda mão da final da CONMEBOL LIBERTADORES 2018, a Presidência eo Conselho, no exercício da sua faculdades legais e com base nos artigos 4 e 35 do Regulamento CONMEBOL LIBERTADORES 2018, eles foram resolvidos por decisão unânime, que o encontro entre Club Atletico River Plate e Boca Juniors, será realizada em 9 de dezembro no Estádio Santiago Bernabeu, em a cidade de Madri, na Espanha, às 20:30 (hora local / CET / GMT +1) com acesso ao público de ambos os clubes em igualdade de condições.

A CONMEBOL escolheu Madri como sede por causa do seguinte: (i) a natureza excepcional da situação; (ii) as garantias de segurança oferecidas pela cidade e pelo Estado espanhol; (iii) a neutralidade do campo de jogo; (iv) a capacidade e qualidade da infra-estrutura esportiva e do campo; (v) a existência de amplos serviços logísticos, de acomodação e de transporte público; (vi) a existência de uma rica tradição do futebol, enquadrada em uma cultura de fair play e uma história de comportamentos relacionados aos valores esportivos e aos princípios da não-violência; e (vii) o estabelecimento em Espanha de uma comunidade argentina de mais de 250.000 pessoas, a maior no exterior.

A CONMEBOL e todas as suas Associações Membro agradecem a decisão do Presidente do Governo da Espanha, Sr. Pedro Sánchez, de autorizar a celebração da final no país; a aprovação e apoio da FIFA, órgão governante do futebol mundial, para realizar esta reunião excepcionalmente em outra Confederação; à UEFA, o órgão regulador do futebol europeu, pela sua cooperação na organização deste evento da CONMEBOL na Europa; à Real Federação Espanhola de Futebol pela sua hospitalidade e recepção cordial em Madrid; e o Real Madrid CF por abrir as portas ao futebol sul-americano e colocar os seus melhores esforços à disposição do evento.

Finalmente, CONMEBOL envia uma gratidão fraterna para cada uma das cidades, de todo o mundo, eles manifestaram interesse e ofereceu seus bons ofícios e instalações para acolher a final da CONMEBOL LIBERTADORES 2018, um gesto valioso da amizade e solidariedade com o futebol sul-americano.

Deve-se notar que a aprovação de uma filial fora da América do Sul corresponde à excepcionalidade da situação. De Edição 2019, os únicos libertadores CONMEBOL finais, cuja edição inaugural será realizada em Santiago, Chile, promover a justiça ea competitividade desportiva e permitir -lhe para instalar os padrões mais elevados de qualidade e parâmetros uniformes para planejamento, organização, logística, experiência nos estádios, comercialização do evento, ordem pública e controles de segurança .

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top