Finanças

Pagamento de multas com cartão de crédito

Todos os dias milhares de condutores são multados nas ruas do Brasil, gerando uma bela de uma receita para o estado, onde inclusive é considerado por alguns como a “Indústria” da multa. Mas sem citar o mérito da questão, em diversos casos, o infrator acaba tendo que recorrer a empréstimos, seja eles a familiares, como a instituições financeiras, para o pagamento das multas, onde o incômodo e os juros altos acabam prejudicando ainda mais na rotina financeira.

Em uma situação onde a multa é gravíssima, podendo o valor ser multiplicado, dependendo da ocorrência, onde os valores podem chegar próximos dos 3 mil reais, principalmente nestes tempos de crise, o pagamento a vista se torna praticamente impossível.

Mas essa vida de empréstimos e situações ainda mais complicadas com o departamento de trânsito, está para chegar ao “fim”. Para “facilitar” na hora de pagar os valores totais das multas, o Contran anunciou no último mês de outubro, a possibilidade do pagamento das multas em parcelas através do cartão de crédito. A princípio o sistema será incluso pelo Detran de cada estado, no tempo que for necessário.

O Conselho Nacional de Trânsito autorizou os órgãos do SNT (Sistema Nacional de Trânsito) a aceitarem o pagamento de multas e outros débitos relacionados a veículos automotores, através de cartões de crédito e também débito. Essa medida visa possibilitar aos proprietários, alternativas para a quitação dos débitos. Segundo o Contran, cada órgão de trânsito será responsável por implementar a medida.

Multas de veículos registrados no exterior já contam com pagamentos através dos cartões de débito ou crédito a mais de um ano.

Como irá funcionar o pagamento das multas?

Esta medida inserida na Resolução nº697 do Conselho Nacional de Trânsito, altera a resolução anterior que fazia a proibição do parcelamento das multas de trânsito.

O parcelamento das multas será feito por meio de cartão de crédito, onde irá gerar um compromisso financeiro entre o titular do cartão e a administradora do mesmo. Através desta medida, o intuito será reduzir a inadimplência do pagamento das multas e outros débitos dos veículos, principalmente no caso de multas e débitos de valores mais elevados.

Com este parcelamento, as empresas dos cartões de crédito, irão realizar o pagamento a vista para os órgãos de trânsito, assumindo todo o risco da operação com o dono do cartão, inclusive com a cobrança de juros e a inclusão do nome do titular em programas de proteção ao crédito.

O pagamento das multas e débitos poderá ser feito em 2, 3, 6, 9 ou 12 vezes, com uma parcela mínima de R$ 10* (Varia de acordo com as regras de cada cartão e instituição). Neste parcelamento o percentual de 5% do valor total da multa, referente ao Funset (Fundo Nacional de Segurança e Educação de Trânsito), será “debitado” logo na primeira parcela.

O parcelamento no débito já funciona no Rio de Janeiro

No estado do Rio de Janeiro, o parcelamento das multas já está ativo, mas apenas para pagamentos através do cartão de débito, algo semelhante ao pagamento através de boletos bancários. Segundo o Detran RJ, o pagamento parcelado no crédito ainda não está previsto pelo órgão. Isso porque a resolução do Contran é facultativa, não sendo obrigada, ficando a escolha de cada estado o pagamento ou não das dívidas no cartão de crédito.

Sobre os juros

Conforme citamos, o pagamento das multas nos cartões de crédito terá parcela mínima, inclusão dos 5% do Funset já na primeira parcela e também uma quantidade específica de vezes. Tudo irá funcionar de acordo com uma compra “normal”, havendo a possibilidade de juros no atraso das parcelas.

O problema é que os juros do atraso são referentes ao contrato pré estabelecidos por cada uma das financeiras. Em média os juros giram em torno de 12% ao mês no rotativo. É importante estar bem atento para não cair na tão temida “Bola de neve”.

Já era possível parcelar as multas?

Para quem acha que o pagamento das multas em parcelas é novidade, saiba que alguns órgãos (não todos do país) possibilitavam (possibilitam) o pagamento em vezes através de boleto bancário.  Esta medida era e é adotada principalmente em multas de valores mais altos, como é o caso das graves e gravíssimas.

Com esta nova resolução do Contran, haverá uma facilidade na contratação de operadoras de cartão de crédito (Visa, Mastercard, Diners, etc), tornando mais fácil o arrecadamento das multas por parte dos órgãos responsáveis.

Sites oficiais

Para obter outras informações sobre o pagamento de multas e saber se a sua região aderiu ao parcelamento no cartão de crédito, recomendamos que acesse o site oficial do Detran de seu estado.

Fonte: http://creditocartao.com.br

Leave your vote

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

To Top

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.