Leilão de carros devolvidos para o banco: Como funciona ?

Como funciona leilão de carros devolvidos para o banco? Como podemos fazer lances nesses eventos para garantir um veículo em bom estado e por um valor bem abaixo de mercado?

Vale a pena comprar esses carros de leilão ou irá trazer problemas em relação à justiça e até mesmo em relação à integridade do veículo?

Muitas pessoas tem o sonho de ter seu carro, mas isso é dificultado pelos altos valores dos veículos em nosso país. É comum que, com o tempo, isso tenda a piorar. Muito disso acontece por causa da inflação, que continua crescendo de forma absurda em nosso país e tende a aumentar.

Com isso, o preço de um carro novo está chegando ao patamar de R$80.000,00, com a hipervalorização também dos carros seminovos, que já passam de R$40.000,00 em alguns modelos específicos. O que fazer então para conseguir comprar um carro barato? Como proceder?

Muitas pessoas recorrem aos leilões de carros apreendidos pelo Governo Federal ou financiamentos bancários. Por serem carros de leilão, automaticamente são bem mais baratos que carros de concessionária. Mas será que realmente vale a pena comprar esses veículos de leilões?

Neste conteúdo, responderemos a essa e a outras muitas perguntas relacionadas ao assunto. Afinal, muitos de nossos leitores querem saber como funciona leilão de carros devolvidos para o banco. Se é o seu caso, então nos acompanhe nessa leitura interessante. Vamos lá!

Os que são leilões de carros devolvidos para o banco?

Leilão de carros devolvidos para o banco

O primeiro passo para entender como funciona leilão de carros devolvidos para o banco, é entender do que se trata esse tipo de evento. Muitos especialistas não recomendam a compra de carros de leilão pela origem adversa dos mesmos, podendo ser veículos de repasse antigos, que podem ter danos gigantescos.

Porém, neste caso é um pouco diferente. Um leilão desse tipo é feito com carros que não foram pagos totalmente. De forma rápida para sua compreensão, o dono do veículo fez um financiamento bancário para comprar aquele carro, que podia ser novo ou usado na hora do financiamento.

Com o tempo e devido a dificuldades financeiras pessoais, o dono daquele veículo não conseguiu pagá-lo por completo. Assim, o mesmo devolve o veículo ao banco que agiu como financeira para ele, finaliza o contrato por não conseguir arcar com as parcelas subsequentes, e assim o veículo vai novamente para a posse do banco.

Como o banco não é nenhum tipo de concessionária, deseja se desfazer daquele veículo, para que possa lucrar ainda mais sobre ele. Dessa forma, esses carros e motos (ou outros veículos, até mesmo do ramo agrícola) são colocados em leilões, com valores bem abaixo do comum e da tabela Fipe.

Assim, podem ser carros muito bons, bem conservados, com um valor bem abaixo do que o estimado pelo mercado.

Como funciona leilão?

Agora chegamos ao tópico principal, onde explicamos como esse tipo de leilão funciona. Já está bem explicado no tópico acima, afinal, é de fácil entendimento a dinâmica de um leilão: são carros apreendidos de alguma forma, que agora estão disponíveis para a compra legal por um preço menor.

Então, o que temos para responder a você é simples: os leilões bancários funcionam como qualquer outra. Não é nada diferente dos leilões tradicionais, e a grande maioria acontece em plataformas digitais, ou seja, totalmente online.

Os lotes são disponibilizados ao público em geral com bastante antecedência. A data do leilão também é divulgada com antecedência, para que você possa acompanhar ao vivo.

Agora, basta comparecer ao link de acesso do leilão de dar seus lances de acordo com seus objetivos.

Links de leilão de carros devolvidos para o banco:

Até a próxima!

Deixe um comentário