Blog

A INFLUÊNCIA DAS CORES DO SITE NO PROCESSO DE COMPRA

Nos últimos anos muito se tem falado do marketing digital e da internet de um modo geral. Com a popularização do meio, um ponto começou a ganhar muita relevância, principalmente nos e-commerces: a experiência do usuário em meio a um processo de compra. A importância de entender como o consumidor irá navegar dentro do site provou ser um tema ainda mais importante com o sucesso do botão de 300 milhões de dólares.

Sabendo desse contexto, o objetivo desse artigo é falar sobre o papel das cores na jornada do consumidor

A internet é um ambiente muito interessante, reúne pessoas e marcas de uma forma bastante democrática. São diversos conteúdos, com diversas formas de consumo. Em um local de muita diversidade é quase que uma obviedade dizer que não existe uma “fórmula mágica”. Basicamente, o online é regado de uma subjetividade sem tamanho, um eterno jogo de tentativa e erro. O que funciona hoje pode não funcionar amanhã e assim por diante. Para quem quer vender na internet então é ainda mais evidente que não há um único caminho a seguir. Sendo assim, é um tremendo equívoco acreditar que saber quais cores utilizar em um site vai ser o único fator determinante para que um produto seja vendido ou não. Isso não quer dizer que essa definição seja inútil, pelo contrário: é um dos primeiros aspectos a serem levados em consideração.Também é importante frisar que a mensagem que é percebida pelas pessoas através das cores pode mudar de um país para o outro. 

Um dos fatores que deve ser levado em conta no momento de definir as cores é o público alvo da marca. Com o passar do tempo, quando vamos ficando mais velhos, a tendência é que fiquemos mais incomodados com cores vibrantes. Isso ocorre devido ao envelhecimento do cristalino dos olhos, pois as células vão diminuindo o potencial de renovação. Com isso, essa parte do olho passa a ficar amarelada e não mais transparente como quando somos novos. Assim, a captação de luzes fica prejudicada. Logo, se o seu produto tiver como principal consumidor as pessoas mais velhas, não optar por cores vibrantes pode ser uma boa escolha. 

Um ponto importante, que muita gente não sabe, é que existe uma psicologia das cores, na qual elas transmitem informações. Isso é muito mais do que um mero significado, são espécies de mensagens que se conectam diretamente ao cérebro. Você acha que empresas ligadas à saúde e bem-estar utilizam o verde arbitrariamente? Se sim, está completamente enganado. Por esse motivo, vamos ver agora o que algumas das principais cores transmitem em sua subjetividade. 

AZUL 

É uma cor ligada à honestidade e lealdade. Geralmente transmite tranquilidade. É uma boa opção para psicólogos, por exemplo. 

AMARELO

É uma cor relacionada à lógica. Também é muito utilizada em marcas que tenha a ligação com a gastronomia, como restaurantes. De maneira indireta, pode ser capaz de aguçar a fome, o que é completamente válido nesse tipo de empresa. 

VERMELHO

É uma cor que costuma ser utilizadas em promoções ou avisos importantes. Geralmente desperta a atenção, além de servir como suporte para uma venda mais rápida, já que contribui para a sensação de urgência e necessidade.

VERDE

Como já citado aqui, o verde é bastante empregado em marcas que possuem relação com a saúde. E isso, definitivamente não é em vão. O verde costuma transmitir equilíbrio, crescimento, harmonia e segurança. É exatamente isso que empresas desse nicho geralmente tendem a “vender” aos seus clientes, não é mesmo? 

PRETO

Geralmente está ligado à sofisticação e elegância. É uma cor mais sóbria que costuma ser utilizada com certa frequência por empresas de alto padrão, como marcas de móveis sob medida, por exemplo. 

BRANCO

Não é uma cor que costuma ser usada para destacar uma sessão dentro do site, mas, assim como o preto, também transmite seriedade e requinte. Pode ser usada para contrastar com cores mais vibrantes e chamativas

Essas são apenas algumas dicas, mas o mais importante mesmo é planejar bem e, na medida em que o tempo for passando, através de relatórios, ir entendendo se mudanças implementadas fazem com que as vendas aumentem ou não.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top