Entretenimento

Déa Diell fala sobre “Pessoas Incríveis”, música que homenageia trabalhadores

A cantora Déa Diell lançou esse mês o single e videoclipe “Pessoas Incríveis”. A música foi composta para dar mais visibilidade e reconhecimento àquelas pessoas que são anônimas e comuns, no entanto, incríveis. 

Segundo a cantora, a quarentena e a reclusão finalmente trouxeram holofotes para motoboys, farmacêuticos, catadores, lixeiros, voluntários, médicos, enfermeiros, cozinheiros, professores, terapeutas entre tantas outras pessoas que não costumam ter visibilidade em suas atividades. Ela admira muito quem faz trabalhos lindos de forma silenciosa, sem aplausos, com o coração. Essa é uma grande chance de valorizá-las e por isso não teve dúvidas em fazer um clipe neste momento, com a participação delas.

No clipe, Déa usa a tecnologia à seu favor: faz diversas videochamadas, que mostram o que algumas dessas pessoas estão fazendo no meio do dia, neste momento de quarentena. “Elas merecem um olhar mais atento e consciente. E assim como elas, existem outras milhares precisando deste reconhecimento. Pessoas incríveis podem estar bem perto de nós, dentro de nossas próprias casas”, finaliza.

“Pessoas Incríveis” tem uma melodia inspiradora que remete muito o que estamos vivendo na atualidade. Você se inspirou inicialmente em alguém especial para escrever a música ou foi exatamente pensado em um coletivo?

Quando fiz essa música em 2018 estava me referindo à minha mãe. Ela tem essa mania de prestar atenção em conversas de estranhos, além de ser extremamente generosa, fazer coisas lindas e não gostar de holofotes.

Nesse momento tão difícil, você se considera uma dessas pessoas incríveis que trabalha com o coração para trazer algum certo tipo de conforto a quem te ouve?

Acho que todos nós temos um lado incrível, precisamos aprender diariamente a expandi-lo. Com certeza o caminho para isso é agir e pensar com coração. Eu nunca racionalizo o resultado de cada canção que crio, mas fico feliz demais se as músicas conseguem proporcionar esse conforto.

Como surgiu a ideia de usar a tecnologia para buscar videochamadas com cada uma dessas pessoas que aparece no clipe? 

Nesse momento de quarentena, as possibilidades de gravações externas eram inviáveis. Então pensei uma maneira rápida de filmar todas essas pessoas de uma forma muito simples e real. Sou uma ex-publicitária e acho que isso me ajudou bastante a criar nesse momento.

Conte-nos um pouco mais sobre seu início no meio musical.

Fui publicitaria e trabalhei anos em agências de publicidade. Mas sempre tive certeza de que queria ser cantora. Chegou uma hora que respirei fundo e decidi ir atrás do meu sonho. Faz dois anos que comecei a compor e produzir músicas e tem sido maravilhoso.

Deixe uma mensagem.

Sigam seus sonhos e valorizem àquelas pessoas que fazem tanta diferença nas suas vidas, principalmente no dia a dia, nos pequenos detalhes.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top