Como proceder quando há uma pane seca no veículo?

Deixar o combustível do carro acabar é uma prática condenável que traz prejuízos ao motorista e aos passageiros.

Pode ser em um veículo usado ou seminovo, uma atitude condenável, mas que geralmente acontece com vários motoristas é andar com a “gasolina na bita”. Sabendo do risco de ficar na mão no meio do trânsito ou até mesmo em uma estrada, há quem eleve os pensamentos para todos os santos para não amargurar uma experiência de pane seca no carro.

Fonte: Pixabay

No entanto, o problema pode acontecer por conta de circunstâncias não previsíveis ou por falta de um planejamento adequado no deslocamento, como postos fechados ao longo da madrugada ou em regiões mais afastadas dos centros urbanos. Nesse momento de tensão, é preciso agir com sabedoria.

O que fazer em caso de pane seca   

A primeira dica caso você sofra uma pane seca (término de combustível) é encostar o veículo em um local seguro, sinalizando com um triângulo a pelo menos 30 metros com o pisca alerta ligado. Se tiver com algum passageiro, peça para a pessoa esperar fora do carro, de preferência em um local coberto. Caso não tenha um posto por perto, solicite ajuda nas redondezas e vá em busca do combustível. 

No momento do transporte, você deverá contar com recipientes autorizados por lei, como os aprovados pelo Inmetro por meio da portaria 326/2006. Esses têm base de apoio, tampa, são translúcidos e com boca com diâmetro maior que o bico da bomba, evitando pressões no momento de encher o tanque.

Caso você tenha um seguro com assistência 24 horas, também pode ser solicitado o serviço. Trata-se de uma cobertura que não está inserida nas colisões, roubo ou furto. Portanto, é preciso contratar com antecedência esse suporte com a sua seguradora, sendo um bom investimento para amenizar uma situação de término de combustível, principalmente em locais sem postos por perto.

Riscos ao sofrer pane seca 

Deixar acabar o combustível do carro é uma atitude condenável do ponto de vista de quem valoriza o veículo e sua devida conservação. Afinal, a orientação dos especialistas é sempre rodar com, pelo menos, um quarto do tanque. Caso precise fazer um trajeto mais longo, sempre é importante abastecer com antecedência.

Agora, se você é do tipo de motorista que frequentemente está empurrando o veículo em razão da falta de combustível, fique atento, pois os prejuízos podem ser bem mais altos que o valor do litro da gasolina ou do etanol. Isso porque o condutor pode receber uma multa de R$130,16 prevista no artigo 180 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), sendo uma infração média que corresponde a quatro pontos na CNH. Mas ela só é aplicada caso o veículo esteja colocando em risco o trânsito.

Outro problema muito sério da pane seca é o desgaste emocional que a situação causa. Afinal, o motorista tem que empurrar o veículo, pensar na segurança, correr atrás do combustível, enfim, é um verdadeiro sacrifício. Fora isso, há ainda o desgaste das peças, como no sistema de injeção. Ao sempre rodar com o tanque com pouco combustível, impurezas podem se acumular, trazendo muitos problemas. A bomba também pode queimar, pois o funcionamento necessita que ela fique submersa no combustível para ser devidamente resfriada. Sem etanol ou gasolina, ela esquenta mais rápido, podendo queimar. 

Dicas para evitar a pane seca 

Como você percebeu, a pane seca é um problema que só traz prejuízos aos motoristas. Para evitá-la, verifique sempre a quantidade de combustível existente em seu tanque e se o marcador está em pleno funcionamento. Priorize combustíveis de postos de bandeira e abasteça sempre que a luz vermelha apontar. Além disso, faça manutenções rotineiras no seu veículo. Assim, certamente a pane seca ficará bem distante dos seus deslocamentos.   

Deixe um comentário